Biografia

Nascido em São Paulo, Brasil em 1970, inicia seus estudos de piano em 1980 com Diva M. Gnecco e mais tarde ingressa na Escola Municipal de Música de São Paulo como aluno de Rosa Corvino. Em 1993 obtém seu diplôma em piano pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), onde foi aluno de Homero de Magalhães. Desde 1984 Humberto Salvagnin participou e foi laureado em diversos concursos de piano no Brasil. Participou também de «master-classes» com mestres como Barbara Hesse-Bukowska e Yara Bernette no 17° Festival de Inverno de Campos do Jordão.

Em 1983, inicia seus estudos de órgão com Orlando Retroz e mais tarde é orientado por Ary Aguiar Jr. Nessa época ele já atua como organista em diversas igrejas de São Paulo e é nomeado organista titular na First Church of Christ, Scientist e mais tarde na Fellowship Community Church, ambas em São Paulo.

Em 1996 Humberto Salvagnin se estabelece na Suíça onde inicia seus estudos na Escola Superior de Música de Genebra (HEM) na classe de  François Delor. Em 1998 ele obtém seu diplôma superior em órgão e em 2001, o Primeiro Prêmio de Virtuosidade. Além dessas distinções, ele termina seus estudos com um diplôma de Contraponto com menção.

Ele freqüenta ainda «master-classes» com organistas de renome internacional: L. Rogg, M. C. Alain, L. F. Tagliavin, L. Lohmann, entre outros. Em 2002 ele é laureado no XX Concurso Internacional Suíço de Órgão e em 2007 no Concurso Internacional «César Franck» de Órgão em Haarlem, Holanda.

Organista de carreira internacional, Humberto Salvagnin se produz regularmente como solista em inúmeros festivais e concertos na Suíça, Alemanha, Itália, França, Polônia, Países-Baixos, Eslováquia, Brasil, etc. Atua frequentemente com grupos de música de câmara de formações as mais variadas como o trombonista Francesco D’Urso, Geneva Brass Quintet, ou orquestras (Orchestre de Chambre de Genève (OCG), Orchestre à Cordes du Pays de Gex, Nouvel Orchestre de Genève (NOG), Orchestre d’Harmonie de l’Etat de Genève (OHGe), etc.) ou ainda junto à formações corais (La Psallette de Genève, Ensemble Vocal de Neuchâtel, Choeur Classique du Pays de Gex, Cercle Bach, Cantus Laetus de Genève, Ensemble Vocal Pierre de Lune, etc.). Na Suíça ele é organista titular da Igreja de Santa Teresa de Genebra e um dos organistas da First Church of Christ, Scientist na mesma cidade. Também é professor de órgão no Conservatório de Ferney-Voltaire na França e da Academia Internacional de Artes do Leman «Aida-Leman» em Gland, Suíça. É presidente do Festival «Orgue et Chant» de Genebra.

Em outubro de 2019 ele realizou uma turnê no Brasil junto à Banda Sinfônica do Estado de Genebra (OHGe) se apresentando em diversas igrejas e teatros importantes nos principais centros culturais do país.

Gravou pelo selo Doron um CD em «live» como solista da «Nouvel Orchestre de Genève» com os concertos de Rheinberger (n°1) e de Poulenc e outro com obras de Widor e La Tombelle (1a. Mundial) e ainda um CD comemorativo para finalizar os trabalhos realizados no órgão da Igreja de Santa-Teresa em Genebra.